Blog
0
Seu carrinho está vazio :(

Principais Cuidados com o Gramado

06/04/2022 Dicas
97 visualizações

grama

Cuidados com o Gramado

 

Você tem um gramado em casa, sítio, fazenda, condomínio, empresa, mas não está legal? Está amarelado, ralo, com plantas daninhas e pragas? Bom, se este é o seu caso, então vamos te ajudar a ter um gramado igual aquele do vizinho, e vamos acabar com esta história que o gramado do vizinho é sempre mais bonito.

Diversos são os fatores que interferem na boa qualidade de uma planta, e com o gramado não é diferente. O equilíbrio de fatores como, quantidade de luminosidade, água, macro e micronutrientes, existência e ciclo de plantas daninhas e de insetos que podem prejudicar a grama é essencial para ter um gramado saudável e bonito.

fatores plantas blog

Nutrientes 

Falando em macro e micronutrientes, você já parou para se perguntar quais são? Os Macronutrientes são aqueles que as plantas necessitam em maior quantidade, sendo eles Nitrogênio, Fósforo, Potássio, Cálcio, Magnésio e Enxofre. Esses elementos são aqueles que principalmente atuam como estruturais, fazendo com que a planta cresça, floresça e de frutos.

Já os micronutrientes são aqueles que as plantas necessitam em menores quantidades, e atuam principalmente em processos metabólicos, como boro, cloro, cobre, ferro, manganês, molibdênio, níquel e zinco.

Quando Adubar? 

O ideal que sejam realizadas pelo menos três aplicações de fertilizantes sintéticos e orgânicos por ano no gramado. Isso quando falamos de regiões mais frias, pois no inverno a grama cresce e absorve os nutrientes mais lentamente. Uma dica bacana é fazer uma adubação bem feita antes da entrada do inverno, assim a planta ficará mais forte, resistente para continuar se desenvolvendo, a segunda adubação assim que as temperaturas começarem a aumentar, entre os meses de setembro e outubro, e a outra adubação entre dezembro e janeiro, isso para regiões como Sul e Sudeste que possuem as 4 estações do ano bem definidas. Parta regiões mais quentes o ano todo como o norte e nordeste, podem ser realizados até 4 adubações ano.

Existem fertilizantes que podem ser utilizados no frio para auxiliar a planta a ter uma maior resistência, como fertilizantes rico em potássio, magnésio e ferro. Mas porque estes três minerais?

- Potássio: Ajuda muito na resistência da planta e regula a abertura e fechamento dos estômatos. O ideal que esta aplicação de fertilizante rico em Potássio seja realizada entre abril e maio, pois assim com a temperatura ainda quente, favorece sua a absorção;

- Magnésio: É constituinte da molécula de clorofila. Sua função é manter o gramado com a cor verde o máximo possível mesmo durante ao inverno. Este quando aplicado no inverno, deverá ser via foliar, pois o elemento é pouco móvel no solo.

 - Ferro: É um elemento catalizador que atua na síntese da molécula de clorofila, sendo o transportador de moléculas de oxigênio. Sua aplicação quando no inverno, também é recomendado ser via foliar, pois o elemento é imóvel no solo.

Existem no mercado fertilizantes prontos para aplicações tanto nas épocas mais quentes como também nas épocas mais frias. Um produto que se destaca para aplicação via foliar é o Forth Gramado, rico principalmente em Ferro, Magnésio e enxofre. Quando aplicado, em poucos dias já deixa o gramado com um aspecto verde, bonito. No entanto o ideal é que sempre seja realizado uma boa adubação via solo ainda com clima quente, pois este que irá ajudar as plantas a se manterem nutridas por muito mais tempo. 

Nas adubações de cobertura, é importante utilizar fertilizantes que possuam macros e micronutrientes, e que tenham uma maior quantidade de nitrogênio e potássio (Forth jardim), e intercalado com uma adubação orgânica. 

Irrigação 

Quanto a irrigação, essa não pode faltar para gramados. O ideal seria ter um sistema de irrigação disponível para o gramado, sendo este acionado sempre que necessário, utilizando sensores de chuvas aliados a um sistema automatizado, quando disponível.  A irrigação poderá ser efetuada todos os dias que não houver chuvas, quando em temperaturas mais elevadas, no verão por exemplo, podendo intercalar em até dois ou três dias. Caso a aplicação seja a cada três dias, que deve-se realizar uma irrigação bem feita, ou seja, utilizando uma quantidade maior de água, fazendo com que a mesma percole por uma boa camada de solo abaixo das raízes do gramado. Isso estimula também o desenvolvimento radicular, pois as raízes “buscam” a água mais profundamente, tornando a planta mais resistente em épocas de estiagem. Caso a irrigação seja feita diariamente em pequena quantidade, poderá deixar as raízes “preguiçosas” e desenvolvendo-se superficialmente, assim, em caso de estiagem a planta sofrerá muito mais. 

O horário ideal para realizar a irrigação do gramado seria entre as 6 e 9 horas da manhã, pois normalmente neste momento há normalmente menos deriva, e a planta está retomando todo o seu ciclo de fotossíntese e a transpiração. Não é recomendado fazer a irrigação durante as horas mais quentes do dia, e também em dias em que há maior quantidade de vento. No entanto se não tiver outra maneira, poderá fazer a irrigação em outros horários.

aspersor spray 1800series 6polegadas ambientalizado rainbird

Tratos culturais 

O ideal é que a roçada seja realizada sempre que a grama atingir entre 3 a 5 cm de altura, assim manterá a grama com um aspecto sempre bonito. 

Quanto ao controle de plantas daninhas, é uma questão que requer bastante cuidado e atenção. Mesmo plantando corretamente, utilizando grama de qualidade, e sem plantas daninhas há a possibilidade do gramado ser infestado. Isso se deve ao fato de que são diversas as fontes. Pássaros podem trazer sementes, o vento também é um grande disseminador, até mesmo o calçado de pessoas pode trazer sementes, e o próprio terreno onde foi plantado, pois existem bancos de sementes que poderá ficar em dormência por até 10 anos. Então se o gramado do vizinho não estiver muito bem cuidado, e estiver com plantas daninhas em ciclo de florescimento, há uma grande possibilidade desses fatores trazerem algumas sementes de plantas daninhas para o seu gramado.

Mas a boa notícia é que existem hoje no mercado diversos produtos que poderão te auxiliar no controle destas plantas daninhas, entre eles podemos destacar o kapina, que é um produto seletivo e específico para utilizar em gramados e é um produto que já está no mercado a mais de 14 anos e vem ajudando muita gente, porém existem diversos outros parecidos que também prometem um bom resultado. Uma dica importante é de nunca deixar uma planta daninha florescer e produzir suas sementes, pois neste caso seu gramado será tomado por novas plantas daninhas

Agromania e os cookies: a gente usa cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.